terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Ninguém ouve...(Nobody hears)

Littori loqueris

Falas com a praia

(You might as well talk to the shore)


"Littori loqueris é a tradução para o latim do original em grego Αἰγιαλῷ λαλεῖς, provérbio registrado por Miguel Apostólio, um teologo grego que viveu na Idade Média.

Littori loqueris, falar com a praia, é o mesmo que gastar o latim, jogar conversa fora ou falar com as paredes. O provérbio tornou-se bastante atual em tempos de Redes Sociais, onde 'fala-se muito e ouve-se pouco'.

Tenho ido pouco a praia - faz muito calor aqui no Rio. Atualmente sinto repulsa pela areia que gruda no meu pé e tenho medo das ondas, mas o papai disse que isso passa logo e que ainda vou curtir muita praia.
Bem, pelo menos a água de coco da praia eu já gosto:


Gostei de conversar com tia Lúcia na praia, ela me ouve! Estávamos sentados numa toalha, claro, areia fica pra depois...
Conversando com a praia:"

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Aprenda a se divertir (Lern to rejoice)

Disce gaudere

Aprenda a se divertir

(Lern to rejoice)


"A frase é famosa e foi dita por Sêneca, poeta romano, na Epistola 23,3 ao jovem Lucidius.
Sêneca adverte que a alegria é indispensável para a vida, mas que é necessário aprender a se divertir. Estamos em época de Carnaval onde muitos procuram se divertir a qualquer custo, sem medir esforços ou consequências. Então, disce gaudere, temos que aprender a nos divertir.

Na primeira foto, estou vestido de gênio, me divertindo com as bolas da sinuca no sítio da Dinda. Na foto abaixo, estou desbravando as matas do sítio vestido do pré-histórico Bambam.
Na foto abaixo estou brincando com o personagem preferido de minha mãe o Chaves:

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Lar (Home)

Parva domus, parva cura

Casa pequena, pouco trabalho

(Small house, small worry)


"Parva domus, parva cura, significa: casa pequena necessita de pouco cuidado. O provérbio não se refere a falta dedicação, mas que sendo o espaço físico menor, gasta-se menos tempo para manter a casinha arrumada e limpa.
O papai diz que nenhuma casa é grande o suficiente para a mamãe, pois ela é muito acumulativa; já a mamãe diz que para o papai, casa tem que ser pequena, pois ele não gosta de serviço doméstico; para mim, tanto faz, desde que tenha em que mexer...

Esta foto foi tirada no parquinho da RoselanchesQuem vai do Rio à Belo Horizonte de carro certamente conhece a Roselanches - restaurante, posto de gasolina e lojas de artesanato em Barbacena. O local é tão frequentado, que nesse dia lá encontramos meu tio Jaime! 😁
Lar lembra família: eu, o papai e a mamãe

Para outros posts sobre o tema, clique no link abaixo da figura:


Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!"

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Coisa séria (Serious matter)

Misceo iocis seria

I mix serious matters with joking ones

(Misturo coisas sérias e divertidas)


"O papai me disse que devemos ter cuidado ao misturar coisas sérias e divertidas, é o que chamam de  humor negro , um exemplo:
Não vejo a hora de ir embora! — diz o cego.
Temas sensíveis como a morte, doenças, violência e discriminação racial devem ser evitados em brincadeiras porque ofendem a sensibilidade das pessoas ou àquelas que foram ou são vítimas destes males. 

Eu ainda não entendo destas coisas complicadas, aqui, estou utilizando a citação de hoje sob um outro aspecto: estou me divertindo com meus amiguinhos palhaços, o Patati e o Patatá, estudando os insetos com a lente de aumento - coisa muito séria.
A mamãe morre de medo de insetos...

O papai me contou que até pouco tempo atrás eu estava do tamanho destes meus amiguinhos.

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Astuto (Astute)

Sagax et audax

Astuto e audacioso

(Astute and audacious)



"Estou mais uma vez no sítio da Dinda em Vianópolis-MG nesse final de ano de 2017 audaciosamente escalando uma cerca. Minha mamãe morre de medo que eu caia e me machuque, mas alguns tombos fazem parte do crescimento.

As palavras em Latim da citação de hoje foram incorporadas à língua portuguesa com pequenas modificações originando sagax: sagaz (astuto, esperto) e audax : audacioso.

Sagax et audax é lema que aparece no brasão de diversas famílias Européias, como neste dos O'Naghten

e no Brasão da Escola secundária de Cingapura Siglap Secondary School 


Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Destemido (Fearless)

Omni liber metu

Livre de todo o medo

(Free from all fear)


"Estou me preparando para pular com estilo na piscina do sítio da Dinda. Ah, não se preocupem, o papai estava lá na água para me apanhar depois do mergulho.
Sei que é sábio ser prudente e cauteloso, isto é, não se expor ao perigo; mas sendo precavido, isto é, se preparando antecipadamente, podemos realizar grandes feitos e nos divertir bastante, sem correr tantos risco.
Então, venham pular na piscina comigo, andar de skate, escalar montanhas, correr maratonas, saltar de paraquedas, ou o que sua alma de aventureiro mais desejar...

Passamos um final de ano de 2017 bastante agradável sítio da tia Teresinha, em Vianópolis-MG.

A citação omni liber metu foi utilizada como lema pelas famílias Birley e Warren entre outras da Inglaterra e da Irlanda. 

Se gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Águas turbulentas (Troubled waters)

Aqua turbida piscosior est

Água turbulenta tem mais peixe

(It’s good fishing in troubled waters)


"Água turbulenta tem mais peixe -  este é um provérbio em Latim de origem medieval e, conforme o papai me explicou, não se refere a uma lição sobre pescaria, mas possui um tal de sentido metafórico.
O papai pesquisou para me explicar melhor: 'metáfora é a substituição de um termo por outro através de uma relação de analogia em que devem existir elementos semânticos semelhantes entre os dois termos em questão. Frequentemente as pessoas não querem ou não conseguem expressar o que realmente sentem, então, falam frases por metáforas onde o significado fica subentendido.' *

Erasmo de Roterdã (1466-1536) explicou da seguinte forma o pescar em águas turbulentas: 'enquanto muitos combatem entre si, o mais ardiloso se afasta da confusão e é capaz de obter vantagem para si e para seus interesses'
O provérbio refere-se também a obtenção de lucro em uma situação de perigo ou de crise. 

Na foto, estou domando um tubarão inflável na piscina do sítio da Dinda em BH, onde passamos o Natal e o Ano Novo nos divertindo bastante.

*Extraido de http://www.significados.com.br/metafora/

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

A Estrela (The Star)

Vidimus stellam et venimus adorare eum

Vimos a estrela e viemos adorá-lo

(We saw the star and we came to adore him)


"Vimos a estrela e viemos adorá-lo está na Vulgata, a bíblia em Latim, em Mateus 2,2. O jogo com palavras semelhantes vidimus-venimus, como no português vimos-viemos, torna a citação mais bela e sonora.

Segundo a tradição cristã, a Estrela de Belém, também chamada de Estrela de Natal, revelou o nascimento de Jesus aos Três Reis Magos e, posteriormente, guiou-os até Belém para prestar-lhe homenagem e oferecer-lhe presentes. A estrela aparece apenas na história da natividade do Evangelho de Mateus*.

O papai, quando criança, imaginava que os tais reis magos eram feiticeiros como o Mago Merlin da história do Rei Arthur, mas segundo a tradição cristã eram apenas astrólogos.




* in https://pt.wikipedia.org/wiki/Estrela_de_Belém

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

O garoto (The kid)

Puer crescebat plenus sapientia

O menino crescia cheio de sabedoria

(The child grew full of wisdom)


"Puer crescebat plenus sapientia está na Vulgata, a Bíblia escrita em Latim, e faz referência ao menino que supostamente seria o filho de Deus feito homem.
A mamãe acredita nos dogmas do catolicismo. Eu ainda não entendo nada e não tenho opinião formada. Já o papai acha graça, mas não interfere na crença dela, tanto que já fui até batizado. Quem quiser conferir meu Batismo, clique no atalho abaixo:

O papai não queria aparecer na foto com o Papai Noel, mas atendeu a insistência da mamãe. Para mostrar seu desagrado, cruzou os braços em sinal de protesto e de rejeição a essa figura natalina.

Apesar de tudo, o papai adora o clima do Natal, lembra os tempos de sua infância. A família era grande e os preparativos para a grande noite eram acompanhados com emoção: a montagem da enorme árvore cheia de penduricalhos e muitas luzes de todas as cores, o presépio com dezenas de personagens em gesso (tinha até um galo no telhado da manjedoura!) e o preparo dos quitutes especiais para a ceia - o vovô Isaías e a vovó Maria eram muito detalhistas e dedicados...

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Proibido (Forbidden)


Cupimus negata

Desejamos o que nos é negado

(We desire what is denied to us)


"Na citação  de hoje, vemos mais um exemplo da concisão do Latim, que consegue dizer tanto com poucas palavras. A frase completa de Ovídio em Amor, III, 4, 17 é: 
Nitimur in vetitum semper cupimus negata
Esforçamo-nos sempre para obter o proibido e desejamos o que nos é negado

Em Metamorphoses 7, 20-21, Ovídio retorna a essa imagem do homem fraco que sabe o que é correto e o aprova, mas é arrastado pelas paixões:
Video meliora, proboque, deteriora sequor
Vejo as coisas melhores e as aprovo, mas sigo as piores

Na ilustração de hoje estou tentando apanhar um sedutor copo de coca-cola: saboroso, mas muito prejudicial a saúde. É proibido, mas eu quero!"


Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Carruagem do tempo (Time’s chariot)

Lente currite noctis equi

Corram devagar cavalos da noite

(Run slowly horses of the night)


"Originalmente em Ovídio "Amore" (Liber I, XIII, 40) Lente currite noctis equi – corram devagar cavalos da noite era uma referência a cavalos puxando a carruagem do Tempo.
Ovídio desejava que a noite se arrastasse lentamente, pois assim ele poderia passar mais tempo com sua amada. 

Posteriormente a expressão foi utilizada na primeira versão de Dr Fausto* de Christopher Marlowe. Fausto a utiliza metaforicamente, pois aguardava a aparição de Lúcifer, que viria buscar sua alma quando o relógio batesse meia-noite.
Na história, Fausto vende a alma ao diabo em troca de mais anos de vida cheios de prazeres e conhecimento absoluto. Quando se aproxima o instante de pagar sua dívida, Fausto utiliza-se de todos os subterfúgio para evitar ir para o Inferno e ordena ao Sol que fique imóvel, e, para isso, faz uso da expressão de OvídioLente currite noctis equi."

* Outras versões de Dr Fausto foram escritas por Goethe e Thomas Mann.

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Leitura III (Reading III)

Alit lectio ingenium

A leitura nutre o talento

(Reading nourishes talent)

"A citação completa de hoje é:
Alit lectio ingenium et studio fatigatum, non sine studio tamen, reficit
A leitura alimenta a mente e a reabastece quando está cansada de estudar

Sêneca*, em sua Epistulae 84.1compara a produção intelectual com o esforço físico e a leitura com a alimentação e com o descanso do corpo. 
Ele nos adverte que para tratar a exaustão da mente causada pela atividade intelectual, devemos nos valer da leitura, que além de fornecer os insumos necessário para que a mente possa produzir, a restaura quando estiver esgotada e cansada. Sugere, então alternar os períodos de escrita (produção intelectual) com leitura (alimentação e restauração da mente)."

* Lucius Annaeus Sêneca (4 a.C. - 65) foi um filósofo, escritor, mestre da retórica e estadista romano. Nasceu em Córdoba, na Espanha, durante o Império Romano e era filho do célebre professor de retórica Lucius Annaeus Sêneca (o Velho).

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 28 de novembro de 2017

O Bravo (The brave man)

Fortis cadere, cedere non potest

O bravo pode cair, mas não sucumbir

(The brave man can fall but not yield)


"Entendo que 'o bravo' do nosso provérbio de hoje não se refere apenas a alguém forte fisicamente, mas principalmente ao forte de caráter, que possui a perseverança e a disposição para lutar contra as adversidades e não desistir nunca. 

Fortis cadere, cedere non potest * é mais um exemplo da beleza da concisão do Latim e ainda explora a semelhança de grafia e de fonética de duas palavras:

  • cadere  = cair, tombar, desabar
  • cedere  = desistir, sujeitar-se, renunciar

Nosso lema de hoje aparece no belo Brasão da família Fahnestock de origem alemã e que imigrou para os EUA no século XVII:

O lema também compõe o Brasão da tradicional Universidade de Kingston na Jamaica. Entendi a presença do livro, simbolizando o saber; o cão pode significar fidelidade, companheirismo... Mas e os três  abacaxis ? Alguma sugestão? 😆 *

Tatuagem num braço forte: Fortis cadere, cedere non potest

* Obrigado tia Laura Gibbs pela sugestão do provérbio de hoje.

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

PS - O papai pesquisou e descobriu que Cristóvão Colombo espalhou para o mundo o abacaxi, fruta que encontrou na Jamaica. O abacaxi teria sido levado do Brasil e do Paraguai para essa ilha por indígenas. Talvez a importância do abacaxi para a Jamaica justifique sua presença no Brasão da Universidade de Kingston.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Plenitude (Fullness)

Meo contentus sum

Satisfeito com o que tenho

(I am content with what I have)


"Meo contentus sum está na obra De Beneficiis do romano Sêneca (04 - 65 a.C.), que foi um importante filósofo, escritor, mestre na arte da retórica, membro do senado e magistrado. Sêneca também foi tutor e conselheiro do Imperador Nero.

Estou satisfeito com o que tenho não é defesa ou convite ao comodismo, porém a constatação de que é característica do homem sábio não ter apego a bens materiais. Possuir controle sobre si mesmo é parte imprescindível para alcançar a verdadeira liberdade: tornar-se dono de si mesmo é um bem imensurável.
Na foto, estou me divertindo com uma simples bola que me emprestaram para brincar."

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Uso (Use)

Dura usu molliora

Com o uso tudo melhora

(Hard things become softer with use)


"Dura usu molliora! Para exemplificar a citação de hoje estou tentando me acostumar com o sapato novo que está incomodando, mas com o uso tudo melhora.

Sob essa interpretação, a citação refere-se a ideia de que os incômodos eventualmente sofridos tornam-se mais suportáveis com a vivência. É o que acontece quando nos mudamos para uma nova casa ou trocamos de emprego ou começamos uma faculdade e nos sentimos desconfortáveis, aos poucos a situação vai se tornando mais aceitável e, quem sabe, até agradável. 

Outra interpretação possível para a citação é: o difícil torna-se fácil com a prática. Isto é, com dedicação e com perseverança atividades e procedimentos que antes pareciam complexos e de extrema dificuldade tornam-se naturais e espontâneos.


Meu papai não se esquece que foi com dificuldade que aprendeu a dar laço nos cadarços dos sapatos - naquela época não havia a facilidade do velcro para socorrer os baixinhos..."


"Parece que esse sapato tá menor do que meu pé..."


Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Leitura II (Reading II)

Disce legendo

Aprenda lendo

(Learn by reading)


"Disce legendo - aprenda lendo foi o conselho dado por Dionísio Catão em seu texto Disticha 2, Praefatio 10, há quase dois mil anos. Conselho que continua mais do que nunca válido em nossa sociedade multimídia, onde os jovens e adultos estão abdicando do prazer da leitura em prol da fácil aquisição de informação através de vídeo, fotos e áudio.

Hoje, lê-se apenas manchetes, títulos e resumos curtos - não há paciência para saborear análises profundas ou textos bem elaborados. 
A regra que impera é absorção rápida de informação pronta para digerir. O resultado é uma  população sem senso crítico que propaga mensagens absurdas criadas por grupos mal-intencionados ou que encontram prazer na disseminação de boatos, espalhando pânico ou confusão.
Então, para não se tornar vítima da desinformação: disce legendo!

Nas fotos de hoje estou numa livraria de shopping admirando a magia dos livros."


Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Melhor caminho (Best way)

Elige viam optimam

Escolha o melhor caminho

(Choose the best way)


"Escolher o melhor caminho nem sempre é tarefa fácil. Usualmente não dispomos de todas as informações necessárias ou de coragem suficiente para tomar decisões arrojadas.
O meu papai diz que nunca se arrepende de suas decisões, pois sempre foi o melhor que pode fazer num dado momento. Mesmo quando foram decisões catastróficas, não poderiam ter sido de outra forma, e já foram tomadas - não adianta se amargurar. A vida segue, mas é bom tentar aprender com os desacertos para não repetir padrões negativos de escolhas, pois estaremos sempre sendo testados e sujeitos a decisões conflitantes."

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Ousado (Daring)

Qui nihil audet, nihil gaudet

Quem não ousa, não vive

(He who dares nothing, enjoys nothing)


"Qui nihil audet, nihil gaudet - quem não ousa, não vive. A rima audet/gaudet revela a origem medieval deste provérbio. 
Há um provérbio em inglês de significado similar, que também possui rima, e é bastante utilizado em academias de musculação: no pain, no gainsem dor, sem ganho.*

Na foto, estou me esbaldando na piscina do sítio da Dinda em Vianópolis - MG. O  Sol  estava quente, mas a  água  fria e acabei pegando um resfriado. Não me importo, me diverti muito: qui nihil audet, nihil gaudet!"

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!

* Informação fornecida pela tia Laura Gibbs

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Confiança (Confidence)

Fides et fiducia

Com fé e confiança

(By faith and confidence)


"Fide et fiducia - com fé e confiança – É condição da natureza humana a presença de sentimentos e emoções, que são respostas irracionais e ilógicas a estímulos recebidos. 
e confiança nos levam a acreditar em algo sem a necessidade de razão ou prova. Nesse último feriado estivemos mais uma vez no sítio da dinda. O papai me arremessou às alturas e brincou comigo na piscina: eu tinha fé e confiança que ele cuidaria bem de mim e nada de mal me aconteceria.

Fide et fiducia - com fé e confiança – abaixo alguns exemplos de utilização dessa expressão: lema do órgão responsável pelas finanças do Exército Britânico, empresa de Lisboa que desenvolve Websites, lema em um cartão Mastercard e lema no Brasão da  família escocesa Primrose.

Quem gostou do Post pode Compartilhar no Facebook!